Termos e Condições de Pagamento

O sinal será sempre no valor de 50% (cinqüenta por cento) do total das diárias contratadas.

Quando a reserva for cancelada até 10 (dez) dias antes do início da hospedagem, o valor efetivamente pago como sinal será transformado em crédito, com validade de 3 (três) meses após a data do cancelamento, para hospedagem em outra ocasião sob consulta.

Entre 07 a 09 dias de antecedência: devolução de 50% da importância paga.

Menos de 07 dias: não haverá devolução.

A desistência no transcorrer da(s) diária(s) ou pacote, implica no pagamento total preestabelecido.
As reservas somente serão consideradas confirmadas mediante o depósito de 50% do valor das diárias contratadas. Caso o pagamento seja efetuado através de cheque ou depósito bancário, a reserva terá validade após a compensação do mesmo.
No check-out  aceitamos, também, pagamentos com cartões de crédito e débito.
Não poderá a pousada ser responsabilizada se a desistência do pacote/reserva acontecer por qualquer evento, inclusive caso fortuito ou de força maior.
Reserva de Hospedagem (Embratur)
A Deliberação Normativa n.º 387 da Embratur, que dispõe sobre o Regulamento dos Meios de Hospedagem, estabelece que os contratos para reserva de acomodações e hospedagem deverão ser consubstanciados por documentos escritos, ou seja, troca de correspondências (inclusive via fax ou e-mail) entre os responsáveis pelos meios de hospedagem e o hóspede ou agente de turismo contratante. No ato da reserva de hospedagem, deve o estabelecimento hoteleiro informar clara e precisamente sobre as características, qualidades, preço, etc. da oferta dos serviços a serem prestados, inclusive, o prazo de cancelamento da reserva. Isto decorre, do princípio da publicidade, hoje, muito em prática pelo nosso Código de Defesa do Consumidor. Respeitadas as reservas confirmadas, o estabelecimento não poderá se negar a receber hóspedes salvo por motivo justificável ou previsto na legislação em vigor.
Cancelamento da Reserva de Hospedagem (Embratur)
É bem comum o hóspede requerer a devolução do valor pago pela reserva de hospedagem, alegando às vezes que o estabelecimento não condizia com o esperado, ou simplesmente sem maiores explicações. Conforme já abordamos no item Reserva de Hospedagem, os contratos de reserva de acomodações e hospedagem deverão ser consubstanciados por documentos escritos, ou seja, troca de correspondências (inclusive via fax) entre os responsáveis pelo meio de hospedagem e o hóspede ou agente de turismo contratante. Mais uma vez, alertamos que no ato da reserva de hospedagem, deve o estabelecimento hoteleiro informar clara e precisamente sobre as características, qualidades, preço, etc. da oferta dos serviços a serem prestados, inclusive, o prazo de cancelamento da reserva. Porém, como na maioria dos casos este fato – cancelamento de reserva – deverá ser analisado conforme as particularidades de cada caso. Desta forma, respeitadas as exigências mínimas estabelecidas no ato da contratação, em princípio, o hotel não deve devolver a quantia paga a título de reserva de hospedagem.